PESQUISA, FORMAÇÃO E INTERVENÇÃO NA EDUCAÇÃO: estudos em contextos educativos escolares e não escolares. 

Este projeto de pesquisa, um projeto guarda-chuva, constituído a partir da análise dos dados sobre a realidade da Educação Básica no Brasil (BRASIL, 2019) e do reconhecimento da urgência de materializar educação de qualidade social em diferentes contextos educativos, tem como finalidade colaborar para aprofundar compreensões sobre processos educativos, formativos e seus significados para superar a produção de dificuldades de ensinar e de aprender, e ainda, desenvolver com os/as profissionais da educação ações educativas favoráveis à superação da desigualdade no âmbito da educação escolar e não escolar. Nessa perspectiva, este projeto de pesquisa é composto de subprojetos, articulados e orientados por três eixos temáticos: 1) Processos educativos e formativos escolares e não escolares, vinculados às classes populares. 2. Formação docente, saberes e práticas curriculares. 3. Leitura e escrita na formação e ensino do docente. Está ligado às duas linhas de pesquisa, “Educação Básica: fundamentos e planejamento” e “Práticas Docentes para a Educação Básica” do Programa de Mestrado Profissional em Educação: formação docente para a Educação Básica e ao Grupo de Pesquisa Formação Docente, Direito de Aprender e Práticas Pedagógicas – FORDAPP.

Educação na diversidade para a cidadania: um estudo de processos educativos e formativos escolares e não escolares

Esta investigação é parte do projeto guarda-chuva "PESQUISA, FORMAÇÃO E INTERVENÇÃO NA EDUCAÇÃO: estudos em contextos educativos escolares e não escolares". Aborda o tema processos educativos e formativos, saberes docentes, cidadania e qualidade social da educação. Os processos educativos decorrem de uma prática social, qual seja ela. É imprescindível analisar essa prática atrelada ao seu contexto histórico, social e cultural, além de primar pelo reconhecimento, valorização das culturas e pela participação cidadã, na busca incessante pela humanização do ser humano, em busca da consolidação da educação de qualidade social na diversidade para a cidadania. A questão orientadora da pesquisa: quais são os processos educativos, formativos e saberes de professores/as em contextos escolares e não escolares? Assim, esta investigação, ancorada nos pressupostos teórico-metodológicos da Educação Popular, tem por objetivos identificar e analisar processos educativos, formativos e saberes de professores/as com vias à humanização, emancipação, autonomia e qualidade social da educação na diversidade para a cidadania; e criar ambientes de aprendizagem colaborativos, sobre três dimensões dos processos educativos escolares: práticas pedagógicas, convivência, diálogo e gestão escolar. A metodologia da pesquisa sobre os processos educativos e formativos é de abordagem qualitativa. Quanto aos fins é descritiva e exploratória. Quanto aos meios, a pesquisa é de campo e documental. A pesquisa de campo está vinculada à pesquisa participante, ou à pesquisa-ação colaborativa, cujos instrumentos para coleta de dados serão as entrevistas, questionários, narrativas, rodas de conversa e diários de campo. Espera-se com essa pesquisa revelar processos educativos e formativos em práticas sociais escolares, especialmente vinculados à escola pública e em espaços não escolares que anunciem experiências, outros modos de viver, posturas, condutas, saberes e valores que são empregados como recursos para interpretar e mudar a realidade percebida. Esta investigação está vinculada também à dois grupos de pesquisa: Práticas Sociais e Processos Educativos (CNPq/UFSCar) e Formação Docente, Direito de Aprender e Práticas Pedagógicas e (CNPq/Uniube-Uberlândia), e ao Grupo de Estudos em Educação na Diversidade para a Cidadania (GEEDiCi/Uniube-Uberaba).

Outros projetos

Outros projetos